segunda-feira, 9 de julho de 2012

Primeira Guerra Mundial - Europa Pioneira na Revolução Industrial - Antecedentes da Primeira Guerra Mundial

           Entenda Porque Aconteceu a Primeira Guerra Mundial 

  "   As disputas entre as potências europeias provocaram dois conflitos mundiais, que deixaram a Europa praticamente em ruínas. Afinal, por que o mundo entrou em guerra ? 

           O imperialismo europeu 

 A Europa foi pioneira na Revolução Industrial (veja em http://geografianewtonalmeida.blogspot.com.br/2012/02/revolucao-industrial-evolucao-do.html), o que lhe assegurou grande vantagem competitiva e tecnológica perante o resto do mundo. Alguns países europeus - especialmente Reino Unido e França, que criaram o processo de industrialização - tiveram de aumentar seu suprimento de matérias-primas e fontes de energia. Essa necessidade impulsionou a expansão dos  territórios coloniais europeus na África e na Ásia .   
   O controle direto ou indireto de territórios, sob a forma de colônias ou protetorados, também garantia mercados nos quais os capitalistas pudessem aplicar os  recursos excedentes, abrindo companhias ou emprestando  dinheiro para os governos e empresas daquelas regiões. Além disso, era necessário dar saída ao excedente demográfico dos países europeus. Essa dominação territorial, política e econômica é denominada imperialismo. 
   No século XIX, o imperialismo expandiu seus domínios, impondo seu modelo cultural e seus produtos industrializados, retirando recursos naturais e decidindo os destinos políticos das áreas ocupadas. 
   A partir da segunda metade do século XIX, novas potências emergiram: os  Estados Unidos, a Alemanha e o Japão. Alguns países, como a Alemanha e a Itália, ficaram em desvantagem na partilha da Ásia e da África, pois a maior parte do planeta já se encontrava dominada por Reino Unido, França, Bélgica e Portugal. Isso criou focos de tensão no panorama internacional. 


             Antecedentes da Guerra

   A política imperialista, aliada ao fato de que os países europeus estavam empenhados numa corrida armamentista, gerou um clima de tensão, que resultou na formação de alianças político-militares conhecidas como Tríplice Entente, entre Reino Unido, França e Rússia, e Tríplice Aliança, entre Alemanha, Áustria-Hungria e Itália. 
   Em junho de 1914, o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando, por nacionalistas da Sérvia, deflagrou o conflito. Ferdinando era herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro, que disputava com a Sérvia, aliada dos russos, a hegemonia na região dos Bálcãs. A declaração de guerra da Áustria- Hungria contra a Sérvia pôs em funcionamento todo o esquema de alianças. Em poucas semanas, praticamente todo a Europa estav em guerra. 

            A Primeira Guerra Mundial 

   O primeiro conflito mundial estendeu-se de 1914 a 1918, período durante o qual territórios europeus, africanos e asiáticos tornaram-se campos de batalha. A Itália mudou de lado, em troca da promessa de ganhos territoriais, fortalecendo assim a Tríplice Entente. Mas o resultado a favor dessa aliança só ficou claro quando os Estados Unidos, com a economia abalada pela redução drástica de suas exportações para a Europa, decidiram entrar na guerra, em 1917. Nesse mesmo ano, a Rússia, que enfrentava uma revolução em seu território, retirou-se do conflito. Mas a maquinaria bélica estadunidense bastou para reverter a situação em favor dos britânicos e dos franceses.
   Após quase quatro  anos de batalhas e um saldo de mais de 20 milhões de mortos, a Tríplice Entente, vencedora da guerra, determinou os termos de paz, impondo severas penas aos perdedores, em especial à Alemanha, pelo Tratado de Versalhes. 
            
               Tratado de Versalhes 

   Com o fim da guerra, os alemães foram obrigados a assinar o Tratado de Versalhes, reconhecendo a culpa pelo conflito. O governo da Alemanha ainda teve de : 
 -   restituir os territórios da Alsácia e da Lorena à França ; 
 -   ceder as minas de  carvão existentes na região do Sarre à França por um período de 15 anos ; 
 -  ceder suas colônias, submarinos e navios mercantes ao Reino Unido, França e Bélgica ;
 -  pagar aos aliados vencedores uma indenização de 33 bilhões de dólares;
-  reduzir seu poderio bélico, ficando proibida de manter força aérea e marítima, de fabricar armas e de  ter um exército com contingente superior a 100 mil homens. 
         
Fonte :  DANELLI, Sonia Cunha de Souza. Projeto Araribá Geografia 9º ano. Editora Moderna. 2ª edição. São Paulo : 2007 . 

               *  Atenção Concurseiros - Para você que  deseja passar em concurso público  :   
    
      Apostila Geoconcursos consiste: - Coletânea digital de provas específica para o referido cargo + Dicas & Estratégia: Como passar em Concursos + Indicação de material didático (349 video-aulas*; 44.797 teses, dissertações, textos gerais  . Visite a página de vendas que contém maiores detalhes, basta seguir o link acima, sem compromisso ! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça desse blog seu espaço para participação do desenvolvimento da geografia e conhecimento humano . Deixe um comentário !