quinta-feira, 26 de julho de 2012

Globalização e Organizações Econômicas

                Principais blocos econômicos

   A reorganização mundial ocorrida após o fim da Guerra Fria deu origem a organizações econômicas em diferentes regiões do planeta. Quais são os objetivos da formação de uma organização econômica ? 
   As organizações econômicas regionais são formadas por países que se reúnem  para estabelecer relações de comércio privilegiadas entre si. Todas as iniciativas de integração econômica e monetária visam facilitar e ampliar o comércio entre os membros e reduzir os custos de produção e de transportes, gerando maiores lucros. Também asseguram a redução ou eliminação total das alíquotas de importação. 
   Em 1957, a Comunidade Econômica Europeia foi o primeiro bloco econômico a se definir. A maior parte dos blocos econômicos, porém, se constituiu depois da Guerra Fria, com o desaparecimento dos blocos socialista e capitalista. Tratados econômicos regem esses acordos e podem estipular diferentes tipos de relações econômicas. 
               Veja os principais blocos da atualidade : 
*  No mapa acima, os blocos econômicos estão representados pelas cores : 
Rosa (na Europa) - UE
Amarelo (na África) -  SADC
Laranja ( na América do Sul)  - Pacto Andino
Verde escuro  (na América do Sul)  -  Mercosul 
Roxo  (na América do Norte)  -  Nafta
Verde claro  (na Ásia) -  CEI 
Laranja (linha contornando  a América do Norte e partes da América do Sul, Ásia e Oceania)    -  Apec

UE - União Europeia  >   Membros : Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia e Suécia. Turquia, Croácia e Macedônia iniciaram negociações para ingresso, enquanto Albânia, Bósnia, Kosovo, Montenegro e Sérvia já declararam interesse. 
   A UE é o bloco com o maior volume comercial e o segundo maior PIB do planeta. Em 1992 foram abolidas barreiras alfandegárias entre os países-membros. Também foi definida, por tratado, a criação da união política e da união monetária. O euro substituiu as moedas de 17 países : Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Estônia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, França, Finlândia, Grécia, Malta, Países Baixos, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Portugal .
   Apesar das conquistas nas esferas econômica e social, o processo de unificação política enfrenta dificuldades: em 2005, franceses e holandeses rejeitaram, em plebiscitos, o projeto de Constituição Europeia. A União Europeia enfrenta grave crise econômica, atualmente. 

SADC - Comunidade para o Desenvolvimento da África Meridional (em inglês : Southern Africa Development Community). Membros : Angola, África do Sul, Botsuana, Lesoto, Madagascar, Malauí, Maurício, Moçambique, Namíbia, República Democrática do Congo, Seichelles, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbábue. O bloco pretende constituir um mercado comum e prevê uma zona de livre-comércio.  


Pacto Andino (Comunidade Andina de Nações)  -   Membros : Bolívia, Colômbia, Equador e Peru (Chile e Venezuela se desligaram do bloco) . Formado com o objetivo de aumentar a integração econômica entre os países-membros. Em 1992 começou a vigorar como zona de livre-comércio. 


Mercosul  -  Mercado Comum do  Sul  >  Membros : Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai   (membros plenos). A Venezuela aguarda por anos seu ingresso no Mercosul, faltando apenas a autorização do Congresso do Paraguai para finalmente ser aceita. Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru são membros associados
   Criado em 1991, o Mercosul permitia que 95% de todas as mercadorias fabricadas nos países-membros circulassem sem nenhuma tarifa de importação. O bloco apresenta um PIB acumulado de mais de US$ 1 trilhão. A disponibilidade  de recursos naturais e fontes de energia contribui para que seja um dos principais polos de atração de investimentos. Do total das trocas comerciais do bloco, 75% são realizadas entre Brasil e Argentina.  


Nafta - Acordo de Livre-Comércio da América do Norte (North American Free Trade Agreement, em inglês)  >  Membros : Canadá, Estados Unidos e México. O Nafta foi iniciado em 1988, entre Estados Unidos e Canadá. Em 1992, recebeu adesão dos mexicanos. Entrou em vigor em 1994. O bloco abriga uma população de 417 milhões  de habitantes, produzindo um PIB de US$ 11,4 trilhões. 


CEI - Comunidade dos Estados Independentes   >   Membros : Armênia, Belarus, Cazaquistão, Rússia, Moldávia, Quirguistão, Tadjiquistão, Turcomenistão, Ucrânia, Uzbequistão, desde 1991, e Geórgia e Azerbaijão, a partir de 1993. Criada em 1991, a CEI constitui-se num bloco político-econômico que reúne 12 das 15 repúblicas que formavam a antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Com uma população de 273,7 milhões de habitantes, está organizada em uma confederação de Estados, o que preserva a soberania de cada um. A Comunidade prevê a centralização de Forças Armadas e o uso de uma moeda comum : o rublo. Seu PIB é estimado em US$ 587,8 bilhões. 


Apec - Cooperação Econômica Ásia-Pacífico  >  Membros : Austrália, Brunei, Canadá, Indonésia, Japão, Malásia, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, Coréia do Sul, Tailândia, Estados Unidos, China, Hong Kong (China), Taiwan (Formosa), México, Papua Nova Guiné, Chile, Peru, Rússia e Vietnã. A Apec não forma ainda uma área de livre-comércio, pois os países-membros impõem muitas barreiras à livre circulação. Esse é um objetivo de longo prazo, e prevê a instalação plena até 2020. Seu PIB, de US$ 16,5 trilhões, responde por mais de 50% das exportações mundiais. 
      
GEOGRAFIA Newton Almeida http://geografianewtonalmeida.blogspot.com
FONTE: Livro:   DANELLI, Sonia Cunha de Souza. Projeto Araribá Geografia 9º ano. Editora Moderna. 2ª edição. São Paulo : 2007 .  
Fonte: Internet : http://pt.wikipedia.org

Um comentário:

maria leticia cavalcanti jatoba disse...

A primeira vez que entro nesse blog e gostei muito ,pois você entende o conteúdo com facilidade.
parabéns NEWTON ALMEIDA!!!